Strawberry Land: 5 curiosidades sobre os sonhos

30 de novembro de 2013

5 curiosidades sobre os sonhos


1- Nós só sonhamos com o que conhecemos.

Nossos sonhos estão frequentemente cheios de rostos estranhos – você sabia que sua mente não está inventando esses rostos? – eles são rostos de pessoas reais, que você viu durante sua vida, mas pode não saber ou se lembrar.  Mesmo aqueles rostos que aparecem por apenas 1 segundo no sonho, são "conhecidos". (O cérebro é muito f... maneiro, eu sei)

Todos nós já vimos centenas de milhares de rostos durante nossas vidas, por isso, temos uma infinidade de personagens para o nosso cérebro utilizar durante nossos sonhos.

2- Estímulos externos invadem nossos sonhos.

Chamado “incorporação no sonho”, é a experiência que a maioria de nós temos onde um som do mundo real é ouvido e incorporado no sonho, de alguma forma. Ou até mesmo poucos segundos antes de acordar quando estamos sentindo algo físico, que também é incorporado no sonho.

3- Cegos também sonham.

Pessoas que se tornaram cegas após o nascimento podem ter sonhos com imagem, já que o cérebro as guarda e sabe como são. Já pessoas que nasceram cegas não vêem quaisquer imagens, mas também têm sonhos vívidos envolvendo seus outros sentidos como sons, cheiro, toques e emoções. Uma vez li sobre um cego de nascença que relatou ter sentido cheiro de terra durante o sonho, inclusive, descreveu que estava em uma estrada (de terra, claro) porque ouvia barulho de carros. É difícil para uma pessoa que vê imaginar, mas a necessidade de sono é tão forte que o corpo é capaz de lidar com praticamente todas as situações físicas para que isso aconteça.

4- Nem todos os sonhos são coloridos.

12% da população sonha exclusivamente em preto e branco. As pessoas também tendem a ter temas comuns em sonhos, como: escola, correndo devagar ou sem sair do lugar, experiências sexuais, caindo, uma pessoa que está viva – aparecendo morta, dente caindo, voando, etc.

5- Você esquece de 90% dos seus sonhos.

Depois de 5 minutos acordado, você esquece metade dos seus sonhos. O famoso poeta, Samuel TaylorColeridge, acordou de uma manhã, depois de ter tido um sonho fantástico – pegou uma caneta e papel e começou a escrever a “visão de um sonho”, no qual tornou-se um dos mais famosos poemas ingleses: Kubla Khan. Parte do poema havia sido escrito (54 linhas para ser mais exato), quando ele foi interrompido por uma pessoa. Coleridge voltou ao seu poema, mas não podia lembrar o resto do seu sonho. O poema nunca foi concluído.