Strawberry Land: O planeta misterioso

27 de agosto de 2015

O planeta misterioso



Entre Marte e Júpiter existe um planeta chamado Ceres, sendo ele o maior asteróide. Ele nunca foi explorado, isto é, nunca foi vistado por uma espaçonave e nem fotografado em detalhes, mas ele foi achado por telescópios terrestres que conseguiram captar uma grande fonte luminosa de origem e natureza desconhecidas nesse planeta.

Desde sua descoberta em 1801 por Giuseppe Piazzi, Ceres recebeu diversas classificações, sendo inicialmente considerado planeta e posteriormente asteroide. Em 2006 foi enquadrado na categoria de planeta anão, ou seja, ele não é exatamente um planeta oficial.

Possui um formato arredondado e uma superfície escura cheia de crateras. É constituído possivelmente por um núcleo rochoso circundado por um manto de gelo. Sua superfície, conforme anteriormente observado pelo Telescópio Espacial Hubble, apresenta regiões mais escuras, além de locais de brilho proeminente, de natureza ainda desconhecida. O planeta anão possui uma tênue atmosfera formada sobretudo por vapor de água que sublima e deixa a superfície. Ceres é possivelmente um planetesimal remanescente do período de formação e evolução do Sistema Solar. Atualmente aparenta ser geologicamente inerte.

Em 2007, foi lançada a sonda Dawn, da NASA, que fez uma passagem por Vesta e entrou em órbita ao redor de Ceres em 6 de março de 2015. Fotografias de resolução não obtida anteriormente foram tiradas a partir de janeiro de 2015 conforme a Dawn se aproximou de Ceres, revelando uma superfície coberta de crateras. Um ponto brilhante visto anteriormente em imagens do Telescópio Espacial Hubble foi observado como duas formações distintas de alto albedo no interior de uma cratera, consistentes com material reflexivo contendo gelo ou sais.  Foi iniciamente especulado que esses pontos teriam origem criovulcânica, mas isso foi considerado improvável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário